Fragmentos Poéticos II

Te desejei em intelecto, sabor e chistes

Sonhos de cor tenaz

Delirei teu nome em febre de manhã bem cedo

Olhar de querendo ficar

Comentários

Luly disse…
muito bom os fragmentos poéticos, lindíssimo e sofrido.

Quanto ao 'contos parte I', angustiante, exatamente como era a tua intenção, creio eu, faz o leitor sentir a agonia do personagem.

e quem é ao telefone?
Paulo disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo disse…
muito bom! principalmente o "olhar de querendo ficar"!

um abraço grande!
mayer disse…
Fragmentos Poéticos II, muito bom. Simples, curto e com muita coisa pra gente filmar. Sabes o que te disse dos filmes de um minuto, pois é... esse dá pra ser um! sucesso, my son, abraços!
Showxota Pink disse…
nunca mais tinha vindo aqui, confesso que gostei bastante desses fragmentos poéticos
bj!
Alessandra disse…
saborosa mente!

bjs
Priscilla disse…
povo fofoqueiro sempre querendo saber quem é nos posts apaixonados haha
João Bosco Maia disse…
Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras e para remover este triste índice de leitura de 2 livros/ano por brasileiro. Na Argentina, são dezoito livros/ano.
Te convido a conhecer meus romances. Três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
Um grande abraço e boa leitura!
Pedro disse…
Bravo, Bruno!

Brando sem deixar de ser bruto.
Brilho na brecha do barraco.
Hino entre os hunos.
Brrr... uno.

Postagens mais visitadas deste blog

Contos Parte I

Underground vs. Mainstream